Categorias
Cotidiano

Amazonas terá reforço no combate ao mosquito Aedes aegypti

Em razão de Epidemia por Doenças Infecciosas Virais, em especial às de transmissão pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e Zika, Manaus e o Amazonas entraram em situação de emergência no município e no Estado. Serão seis meses de ações desenvolvidas por meio do Plano Emergencial de Resposta a Epidemia por Doenças Infecciosas Virais.

No estado, 6.352 agentes comunitários de saúde e 687 equipes entrarão em ação em 62 municípios. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), até sábado (19), 60 casos de notificação de zika vírus foram registrados em Manaus. Destes, um foi confirmado e cinco descartados.  Nenhum caso de grávida com microcefalia foi diagnosticado até agora em Manaus, de acordo com a secretaria.

 

Por Durango Duarte

Nascido em Cachoeira do Sul/RS veio com sua família para Manaus em 1975. Empresário, pesquisador, publicitário e autor de livros.