12 de novembro de 2015 às 17:39.

Portal Valor Econômico: Dados da indústria do Amazonas

compartilhar

““O câmbio ajuda porque cria mercado, mas para alguns setores tem o efeito dúbio, porque também implica elevação de custo”, disse Rafael Fagundes Cagnin, economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi).

“As fábricas da Zona Franca de Manaus compram diversos componentes de fora do país, sendo fortemente impactadas pela alta da moeda americana. Mesmo assim, a indústria do Amazonas reverteu sequência de quatro meses seguidos de resultados negativos e cresceu 0,1% em setembro.

No acumulado entre janeiro e setembro, porém, o Amazonas amarga o pior resultado entre todos os 15 Estados pesquisados, com queda de 14,5%. “É o segmento que está no olho do furacão do bem de consumo durável. O sujeito não troca de geladeira e TV todo mês, e num cenário de contração de crédito e queda da renda demora ainda mais”, diz o economista.

O polo amazonense enfrenta dois problemas, explica Celina Fagundes, professora da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP): o custo mais elevado por causa do dólar e um mercado em retração, inclusive para exportação. ”

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.