O que você procura no blog?

O melhor lugar para encontrar serviços e informações. Simples, eficiente e rápido.

populares Amazonas, Manaus, Durango Duarte, Blog do Durango
8 de fevereiro de 2015 às 13:00.

Série Histórica das Eleições de 1976

compartilhar

SHOW DE PALAVRÕES E AMEAÇA DE BRIGA ESPANTA GALERIAS DA ALE

A sessão de ontem, do Legislativo Amazonense, decorreu sob forte tensão, porque o deputado José Costa de Aquino, após ofender com palavras obscenas ao deputado Cleuter Mendonça (ARENA), deixou a tribuna do MDB para agredir a socos o parlamentar arenista que se encontrava em sua bancada, não sendo, entretanto o fato consumado, porque houve intervenção dos deputados José Belo Ferreira (ARENA), e Aloísio Oliveira (MDB), que contornaram a situação.

A reunião decorria normal. O deputado Costa de Aquino estava na tribuna emedebista tendo um documento no qual contestava a nota publicada pela imprensa sob responsabilidade da ARENA. Diante das críticas lançadas por Aquino, que afirmara categoricamente que todos os elementos da ARENA deveriam ir para a cadeia, o deputado Cleuter solicitou aparte, tendo Aquino negado esse direito ao parlamentar arenista, gerando com isso, forte discussão entre os dois deputados.

Aquino continuava criticando a Arena, enquanto o deputado Cleuter indicou o Mobral para Aquino, por que este, na opinião de Cleuter, não sabia ler.

Houve novamente ofensas mútuas com palavras impublicáveis oportunidade em que o deputado Cleuter Mendonça perguntou ao parlamentar emedebista por que havia chorado no plenário no dia em que, depois de quebrar um cinzeiro e uma taça, taxou sua bancada de “comunista e traidores”, tendo Aquino respondido que havia chorado com saudade da… Impublicável. O deputado Aquino após jogar essa ofensa ao deputado Cleuter saiu de sua tribuna para socar o deputado Cleuter.

No momento em que ocorreu o desentendimento entre os dois parlamentares as galerias da Assembleia Legislativa estavam repletas de pessoas que para ali foram, a fim de assistir aos pronunciamentos dos parlamentares.

Por sua vez, o deputado José Belo Ferreira, (ARENA), usando a tribuna de sua agremiação partidária, fez um comentário da situação afirmando que com esta já são duas vezes que o Poder Legislativo é desrespeitado perante a opinião pública, por causa do comportamento do deputado José Costa de Aquino. E pediu verbalmente ao presidente da ALE José Cardoso Dutra para constituir uma Comissão Parlamentar de Inquérito, para apurar o comportamento de Aquino, para que aquela Casa de Leis não volte a ser novamente perturbada.

Já o deputado Damião Ribeiro, (MDB), disse que o MDB não concordava com a falta de decoro parlamentar do deputado José Costa de Aquino, mas pediu que quando este estivesse na tribuna nenhum deputado perturbasse o seu pronunciamento, a não ser, que o aparte lhe fosse concedido.

Os trabalhos foram suspensos por dez minutos, tendo o deputado José Dutra, presidente da ALE, levado o deputado José Costa de Aquino a seu gabinete, onde mantiveram conversações durante alguns minutos. Os trabalhos foram reiniciados e daí até ao final do expediente da Assembleia, o deputado Aquino permaneceu calado na bancada do Movimento Democrático Brasileiro.

Transcrição do Jornal do Commercio de 27 de outubro de 1976.

Comentários