O que você procura no blog?

O melhor lugar para encontrar serviços e informações. Simples, eficiente e rápido.

populares Amazonas, Manaus, Durango Duarte, Blog do Durango
1 de fevereiro de 2015 às 13:00.

Série Histórica das Eleições de 1976

compartilhar

MDB ADIA A DECISÃO DO “AFFAIR” AQUINO

A bancada do Movimento Democrático Brasileiro – MDB, sob a presidência de seu líder, deputado Paulo Sampaio, reuniu às 15 horas de ontem, em caráter secreto, no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa amazonense, deputado José Cardoso Dutra, para apreciar o “affair” José Costa de Aquino e do assessor do MDB, jornalista Mário Antônio.

Falando ao J. C. o deputado José Dutra afirmou que na reunião os deputados ouviram as versões dos dois contentadores para julgá-los somente em reunião a se realizar na próxima segunda-feira.

POSIÇÃO DO LÍDER

Por outro lado, o líder do MDB, Paulo Sampaio, disse no plenário da ALE, à reportagem de O JORNAL DO COMMERCIO, que sua posição continuava imparcial, isto é, que não era nem contra e nem a favor do assessor do MDB, jornalista Mário Antônio.

Acontece que na ocasião em que o deputado José Costa de Aquino taxou a bancada de seu partido de “traidora e comunista” o deputado Paulo Sampaio, conforme divulgamos, estava ao lado do jornalista Mário Antônio. Paulo Sampaio depois de “perdoar” a obstinação de Aquino, afirma agora que “quanto ao problema entre o deputado e o assessor, ele, Paulo Sampaio, continuava imparcial”.

Enquanto isto, nas fileiras do MDB, continua forte tensão, vez que nada ficou resolvido, isto é, qual dos dois do MDB vai sair. O caso vai ser estudado novamente segunda-feira, quando se saberá quem está com a razão, Aquino ou o jornalista Mário Antônio. Embora os deputados emedebistas lutem para uma conciliação no caso, o deputado Costa de Aquino continua na mesma tese que já levantara: “Ou eu ou Mário Antônio”.

Transcrição do Jornal do Commercio de 09 de outubro de 1976.

Comentários