Categorias
Rubber

A Borracha XXVI

Este instrumento é movido em torno de si mesmo, sobre a bacia, de forma a ficar toda a madeira recoberta por uma camada de látex, com tanta uniformidade quanto possível. Não se sujeita o todo a ação da fumaça senão quando o leite não goteja mais. Todo o látex aderente à tanibóca é então transportado para a fumaça, a 5 ou 6 centímetros  acima da altura, tendo-se o cuidado de apresentar sucessivamente as duas faces da pá à fumaça, graças ao movimento que o seringueiro imprime ao cabo.

Depois da primeira camada se ter tornado consistente, torna-se a trazer a “tanibóca” sobre a bacia, onde ela é, de novo, carregada de látex, e assim se recarrega até haver-se esgotado a provisão recolhida de manhã. Se a “bolacha” apresenta dimensão suficiente, continua-se a sua fabricação logo que se tem látex. Destaca-se depois a borracha da madeira, cortando a “bolacha”, na espessura, pela metade.

Por Durango Duarte

Nascido em Cachoeira do Sul/RS veio com sua família para Manaus em 1975. Empresário, pesquisador, publicitário e autor de livros.