9 de novembro de 2015 às 09:00.

A Borracha I

compartilhar

Começa hoje a série de posts que abordarão a história da substância que um dia fez do Amazonas o coração econômico do Brasil.

Durante a segunda viagem às Américas, entre 1493 e 1496, Cristóvão Colombo e os demais conquistadores que o acompanharam, trouxeram relatos do uso de uma bola de “goma” pelos indígenas.

Trinta anos depois, em 1526, Andrea Navagero ou Navagiero, italiano, historiador, poeta e diplomata, embaixador de Veneza na Espanha, após assistir em Sevilha uma versão primitiva de jogo de futebol protagonizado por índios, disse que “as bolas saltitavam sem parar ricocheteando de uma forma impetuosa” e que não se assemelhava a nada que tivesse visto antes. As bolas dos índios, sugeriu, eram feitas, de alguma forma, da “medula de uma madeira que era muito leve”.

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.