28 de dezembro de 2017 às 15:54.

Desemprego e falta de atitude matam

compartilhar

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho, o Amazonas, com seus 4.092.200 habitantes, fechou o mês de novembro com um saldo positivo de 395 empregos (contratados em carteira menos as demissões ocorridas).

São quase 300 mil desempregados em nosso estado e, dentre as capitais brasileiras, Manaus possui a maior proporção em porcentagem, segundo o IBGE. Esse quantitativo ajuda a aumentar a violência e dificulta a superação dos gargalos na saúde pública, como exemplos do efeito do principal problema brasileiro.

A Zona Franca de Manaus, tradicional matriz econômica amazonense, instalada há 51 anos, é responsável por quase tudo que existe em cada canto deste Amazonas. Manaus é o que é em razão dos bilhões de dólares que recebeu advindos, principalmente, ano após ano, do suor e sangue dos trabalhadores do Distrito Industrial.

Agora, o modelo está inerte para reverter a crise de empregabilidade e de oportunidades. O Polo Industrial de Manaus, visto pelos diversos indicadores internos e externos, esgotou-se. Abandonamos, literalmente, o Distrito Industrial à própria sorte.

A Suframa perdeu quase a totalidade do seu peso estratégico, e existe por um simples formalismo burocrático. Isso sem falar no contingenciamento de nossos recursos por parte do Governo Federal.

A insegurança gerada pelos ataques diretos e indiretos à nossa Zona Franca não encontra resistência suficiente, tanto intelectual, como política. A palavra planejamento está em qual prioridade nas ações dos três níveis de governo?

Salvar o futuro do Amazonas requer muito do capital intelectual local e de atitudes objetivas do Governo do Estado para implantar novos vetores para a geração de empregos e renda.

Estamos excessivamente lenientes com a realidade perversa em curso. Existe uma ausência total de preocupação com o que acontecerá ao povo amazonense, além do que ele já sofre. Mais ação e menos palavras e sentimentalismos. Essa é a frase/conceito que falta na cabeça de alguns.

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.