27 de dezembro de 2017 às 11:50.

Não é barato manter 24 “legisladores”

compartilhar

As últimas seis legislaturas da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) levaram, com as devidas correções monetárias, aproximadamente R$ 7 bilhões dos contribuintes, o equivalente a um valor médio de R$ 12,7 milhões/ano por deputado. Esse é o preço do modelo democrático em vigência.

E o que, objetivamente, o nosso Poder Legislativo, representado por 24 deputados estaduais, deu em troca aos eleitores amazonenses, em 23 anos? Comendas, medalhas, diplomas, homenagens a qualquer dia, requerimentos, debates inócuos, baixarias, desperdícios de toda ordem e um espetáculo de subserviência ao governador de plantão.

Competência, sabedoria, bons projetos, excelentes debates, novas ideias, fiscalização dura e implacável contra a corrupção e contra a desordem das administrações, elaboração de leis modernas e eficazes… isso tudo foi artigo de luxo nesse período.

Qual a sua opinião e o que você faz com ela?

Os feudos de famílias e as bancadas das igrejas evangélicas e de outros setores nos poderes legislativos são bem semelhantes às outras unidades da federação. Não somos melhores e nem piores. Dos votantes a deputado estadual, 75% não se lembram do seu voto após um ano, e isto é uma vantagem fantástica para a manutenção do status quo.

Então, eles fazem o que querem nos quatro anos de cada mandato, e, no ano que vem, a maioria dos eleitores vai, novamente, fazer aquela forcinha para deixar tudo como está. São cinco segundos de leseira diante da urna, e quatro anos de sofrimento.

Olhe com atenção a tabela que revela o total de mandatos no parlamento estadual e, depois, multiplique pelos quase R$ 51 milhões a cada legislatura para manter a existência de cada um deles.

Lembrar que alguns deles também foram por anos, vereadores e prefeitos.

Blog do Durango - Lista de mandatos dos deputados estaduais do Amazonas

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.