19 de julho de 2022 às 14:22.

Eleições 2022: Expectativas no Amazonas

compartilhar

Nosso estado e seus quase 2,65 milhões de eleitores estarão aptos, no dia 2 de outubro, a escolherem 24 deputados para a Assembleia Legislativa. Aqui, chegaremos perto de uma troca da ordem de 50%, o que não significa mudança nenhuma, na prática.

Elegeremos oito deputados federais e, dos atuais representantes, quatro têm excelentes chances de retorno e quatro, provavelmente, não estarão na próxima legislatura, em Brasília.

Diga-se de passagem, mais da metade da população não sabe o que faz um deputado e 75% não se lembram do seu voto. Daí, exigir consciência política é uma bobagem enorme.

No Senado, apenas uma vaga este ano, e duas em 2026. É o sistema um terço e dois terços já existente há décadas, para preenchimento das três cadeiras que todos os estados da federação possuem igualmente. No máximo, teremos seis candidatos, com dois disputando realmente. Vence quem obtiver 28%, e não será um bolsonarista.

Para o cargo de governador, talvez sete candidatos. Os três principais disputarão, provavelmente, 90% dos votos válidos. Os outros quatro devem somar 10%. Quem obtiver 29% passa para o segundo turno, no dia 30 de outubro.

O mais velho na disputa, com 82 anos, já foi quatro vezes governador. O do meio, com 61 anos, duas vezes, e o mais novo, com 46 anos, uma vez.

“Tudo que é sólido se desmancha no ar”. Essa frase de Marshall Berman serve para dizer que a definição de favoritos ou a certeza dos dois nomes que disputarão o segundo turno somente poderão ser apontados na terceira semana de setembro.

Quer dizer, isso em condições normais. O Amazonas adora aprontar surpresas.

Comentários