9 de setembro de 2016 às 16:15.

Uma síntese do cenário da disputa para os cargos proporcionais, em Manaus

compartilhar

Em 2012, o vereador mais votado na cidade de Manaus foi Reizo Castelo Branco, com 18.109 votos; em segundo lugar, Álvaro Campelo, com 15.439; em terceiro, Plínio Valério, com 12.053; em quarto lugar, o atual deputado Carlos Alberto, com 11.744 e, na quinta colocação, Bosco Saraiva, hoje também ocupando uma vaga na Assembleia Legislativa, com 9.677 votos.

Dos atuais 41 vereadores, três não disputam a reeleição: Dr. Gomes, por estar na condição de  suplente de deputado estadual; Fabrício Lima, este ocupando a Secretaria Estadual de Esportes, e Rozenha. A renovação deverá ser muito alta, devido, em primeiro lugar, às coligações, em segundo, o desempenho parlamentar e, em terceiro, as novas regras do jogo eleitoral.

Nesses últimos dez dias, tive a oportunidade de percorrer mais de cinquenta bairros, observando, atentamente, a atuação dos candidatos à Câmara Municipal. Destaquei uma equipe para mensurar o número de adesivos circulando nos veículos, tanto dos candidatos majoritários quanto dos proporcionais e, por último, uma análise detalhada das redes sociais dos principais atores.

Recentemente publiquei um breve comentário sobre a distribuição das 41 vagas em disputa, agora atualizarei com a inclusão dos nomes com maior probabilidade de obtenção de sucesso no pleito do dia 2 de outubro. Não há a menor relação com pesquisa de opinião.

Nunca ocorreu tamanha pulverização de chapas na história recente em nossa cidade, um total de 25, sendo 18 partidos isoladamente e 7 coligações, todas com dois partidos. A primeira vaga a ser obtida por qualquer partido ou coligação se dará entre 21.000 a 23.000 votos.

Vamos aos fatos:

PHS – Elege 4. O mais votado será o atual presidente da Câmara Municipal, Wilker Barreto, quiçá também o mais votado do pleito. As outras três vagas, neste momento, estão sendo disputadas pela Prof. Jacqueline (atual vereadora); Dr. Vitor (ex-vereador); Prof. Samuel (atual vereador); Bessa, Elói Abreu (ex-vereador) e Alfredo Jacaúna.  Dois vereadores com mandato estão com enormes dificuldades para voltar: Vilma Queiroz e Mário Frota.

PTN– Elege 3. Dez nomes na disputa: Mauro Teixeira, Dr. Alonso Oliveira, Felipe Souza, Wallace Oliveira, Roberto Cidade, Salazar Bastos, DJ Raidi Rebello, Walfran Torres, Joãozinho Miranda e Rosivaldo Cordovil. Aqui, quem tiver R$ 150.000,00 nos últimos dez dias, depois é só correr para pegar o diploma no TRE.

MUDANÇA PARA TRANSFORMAR II (Pros e PSD) – Elege 3. Conhecida como “coligação da decapitação”, pois cinco vereadores não voltarão à CMM. Dois já definidos: Arlindo Junior e Jairo da Vical. Hiram Nicolau, Roberto Sabino, Jornada, Gilmar Nascimento, Mitoso e Sildomar Abtibol e desses seis nomes, três conhecerão a invenção francesa: a guilhotina.

PSB – Elege 2, com excelente chance de obter mais uma vaga. Marcelo Serafim deve retornar.  Prof. Ali Assi, Joaquim Lucena, Adevaldo Menezes, Roberto Carlos, Conselheiro Johnny, Gláucio Mendonça e Carlos Portta, estão em aparente igualdade para disputar a segunda e até uma eventual terceira vaga.

DEM – Elege 2. Prof. Therezinha Ruiz está reeleita. A segunda vaga será disputada entre seis postulantes: Januário Rocha, Ceará do Santa Etelvina, Samuka Sales, Sargento Adail, Kleber Romão e Gustavo Garcia. Aqui, tendo “oitenta contos” ganha quatro anos de conforto.

PR – Elege 2, talvez uma terceira vaga. Ainda não há favoritos, mas podemos elencar 8 nomes, a saber: Fred Mota, Joana d’Arc, Caio André, Mirtes Sales, Jairo Santos, Fausto Souza, Liliane Araújo e Braz Silva. Com mais de 5.000 votos, contracheque por 48 meses, fora as verbas de gabinete.

SIM, É POSSÍVEL (PMN e Rede) – Elege 2. Chico Preto já carimbou o seu retorno à casa, donde já exerceu a presidência. A segunda vaga está literalmente indefinida, mas os aparentes favoritos podem se surpreender.

SOMOS TODOS MANAUS (PRB e PSC) – Elege 2 evangélicos na chapa comandada pelo deputado federal Silas Câmara: o atual vereador Amauri Colares e Joelson Silva. Um terceiro nome, que deverá ser o primeiro suplente, é o de João Luiz.

PSDB – Elege 2. Os dois vereadores são favoritos: Elias Emanuel e Plínio Valério, entretanto, os nomes de Dante, Rodrigo Guedes e Elvys podem aprontar uma surpresa. Um movimento do atual prefeito a favor desses três pode ser decisivo. É importante ressaltar que, dependendo dos votos de legenda obtidos por Artur Neto, uma terceira vaga pode surgir.

POR UMA SÓ MANAUS I (PP e PTB) – Elege 2, sendo a pior coligação constituída nas últimas oito eleições (só tem cabeça, não tem rabo). Álvaro Campelo, Reizo Castelo Branco e Socorro Sampaio, todos com mandatos de vereador, concorrem, em pé de igualdade, até às 17 horas do dia 2 de outubro. Ronaldo Tabosa, que foi eleito em 2012 e teve seu mandato cassado injustamente e a Pastora Luciana, devem buscar alternativas no Reinos dos Céus e nos fundos partidários.

PTC – Elege 2. É uma chapa que conta com oito nomes favoritos, não vou cita-los para evitar mais especulações do que as já causadas até aqui.

PMDB – Elege 1 com alguma chance de um segundo. A vaga garantida pertence ao atual vereador Marcel Alexandre. A eventual segunda vaga, caminha a passos largos para as mãos do ex-secretário de Educação, Prof. Gedeão Amorim. Isso para desespero do Dr. Mauro Lippi e Dallas Filho. Nada que R$ 300.000,00 não ajude a reverter algumas centenas de votos.

PV – Elege 1 e talvez seja abençoado com uma segunda vaga. Prof. Daniel Coelho, David Reis, Prof. François, Lúcio Carioca, Everaldo Farias, Jader Pinto e Dr. Francisco Campos devem dobrar a quantidade de horas trabalhadas e triplicar os pedidos de votos, para atingir o tão esperado sucesso.

NOVAS IDEIAS, NOVO CAMINHO (PDT e PSDC) – Elege 1 e até o final da eleição poderá se beneficiar das chamadas sobras eleitorais. Diego Afonso, Dr. Issac Tayah, Mauro Animalesco, Ana Lívia, Anderson Souza, entre outros, compõem o time principal.

PCdoB – Elege 1 e, pelo visto, a vaga é de Jaildo dos Rodoviários. Claro que a direção do PCdoB, na última hora, sempre escolhe o seu favorito, em detrimento dos não tão ideológicos.

PPS – Elege 1. Sinceramente, não identifiquei quem.

POR UMA SÓ MANAUS II (PSL e PRP) – Elege 1. O favorito é o atual vereador Massami Miki. Cabe destacar que a senhora Gloria Carratte, atual vereadora, tende a se dirigir para uma suplência.

PT – Elege 1, mas dependendo do esforço da militância, leva a segunda. Os atuais vereadores Waldemir José e Prof. Bibiano, possuem um certo favoritismo, mas existem nomes como o do Prof. Denis e Odenildo Sena, na disputa. Uma certeza: a vereadora Rosi Matos deverá procurar outros afazeres.

Os partidos PRTB, PPL, PMB, SD, PEN, PTdoB e a coligação MANAUS POR NÓS: CONSTRUINDO O PODER POPULAR, estão abaixo da linha mínima necessária para obter uma vaga. Isso não é um fato político definitivo, pelo que observei nas ruas, metade do eleitorado ainda não sabe em quem votar.

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.