Categorias
Cotidiano

Dinheiro X Qualidade

Em sessenta e nove meses o governo do Amazonas destinou para a educação (SEDUC), a estratosférica cifra de oito bilhões, oitocentos e quatro milhões, seiscentos e trinta e dois mil reais. Isso já seria mais que suficiente para a melhoria da performance do Estado no IDEB e ENEM. Quais as razões para o sofrível desempenho dos estudantes amazonenses?

A relação custo/benefício está errada, ou mudamos ou continuaremos a formar gerações de semianalfabetos.

Por Durango Duarte

Nascido em Cachoeira do Sul/RS veio com sua família para Manaus em 1975. Empresário, pesquisador, publicitário e autor de livros.