13 de outubro de 2020 às 09:00.

Eleições 2020 de Lábrea: 1ª Pesquisa Registrada da Perspectiva

compartilhar

As eleições do município de Lábrea, para prefeito da cidade, também já começaram. A disputa está entre os candidatos: Gean Barros, atual prefeito de Lábrea, que busca a reeleição neste momento, João Roberto e Adalfrank, o Negão.

Então, abaixo vamos conferir a colocação, as porcentagens de rejeição e muito mais sobre cada um dos candidatos à Prefeitura de Lábrea. Antes de começarmos, vale ressaltar que o período de coleta dos dados foi durante os dias 8 e 9 de outubro de 2020.

Na pergunta estimulada, o candidato Gean Barros, atual prefeito de Lábrea, está na frente, com 75,0%. Seguido de Adalfrank, o Negão, com 12,8% nesta primeira pesquisa registrada. O terceiro lugar fica para João Roberto, com 5,0%. Os nulos/brancos e indecisos somam um total de 6,7%, número bastante baixo em comparação às eleições de Manaus.

PERGUNTA ESPONTÂNEA

Na pergunta espontânea, que é uma forma de abordagem na qual não são apresentados os nomes dos candidatos e o entrevistado fala o que lhe vem à cabeça, quando questionado em quem pretende votar, o candidato Gean Barros continua na primeira colocação, com 55,4% das intenções de votos. Já Adalfrank, o Negão, está com 5,0% e João Roberto cai para 2,9%.

Nulos e brancos na espontânea são de 1,7%, enquanto o percentual dos indecisos aumentou para 35,0% nesta pergunta.

 

REJEIÇÃO

Nesta pergunta, o candidato mais rejeitado pelos entrevistados foi João Roberto, com 30,0%. Adalfrank, o Negão, está com 19,2%. O candidato e atual prefeito de Lábrea, Gean Barros, seguiu como o menos rejeitado, tendo um percentual de 7,1% nesta pesquisa registrada.

Das pessoas entrevistadas na pesquisa, 10,4% disseram rejeitar todos os nomes e 33,3% responderam não rejeitar nenhum dos candidatos.

 

DECISÃO DO VOTO

Nesta primeira pesquisa, trouxemos uma pergunta para identificar a consolidação da decisão do voto dos eleitores de Lábrea. Após responder a estimulada, perguntamos se a opção em votar no candidato escolhido era definitiva ou se ele poderia mudar de opinião, conforme pode ser verificado nas páginas 9 e 10 do relatório.

Dos 75% que escolheram Gean Barros na estimulada, 82,2% disseram que não mudariam seu voto (61,7% de votos consolidados), enquanto 17,8% confirmaram que poderiam trocar de candidato (13,3% de possibilidade de mudança).

Já dos 5,8% que optaram pelo candidato João Roberto: 42,9% disseram que é definitivo o voto (2,5% dos votos consolidados). No entanto, 57,1% poderiam ainda trocar a sua escolha (3,3% de possibilidade de mudança).

Dos eleitores de Adalfrank, o Negão, 66,7% já decidiram o voto (8,3% dos votos consolidados). Contudo, 33,3% falaram que poderiam mudar de candidato (4,2% de possibilidade de mudança).

INFORMAÇÕES OBRIGATÓRIAS
A pesquisa foi executada com recursos próprios da Perspectiva e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número AM-00176/2020, com 240 entrevistas na cidade de Lábrea, nos dias 8 e 9 de outubro. A margem de erro é de 6,9%, para mais ou para menos, com grau de confiabilidade de 95%, o que significa dizer que se fossem feitas 100 entrevistas com a mesma metodologia, 95 estariam dentro da margem de erro prevista.

Clique aqui e veja o relatório completo.

Comentários