28 de outubro de 2020 às 08:14.

Eleições 2020: 6ª Pesquisa Registrada da Perspectiva

compartilhar

Nesta sexta pesquisa registrada, temos uma mudança entre os três primeiros colocados, na pergunta estimulada. Enquanto Amazonino Mendes (28,5%) e David Almeida (15,0%) seguem perdendo percentual, mas se mantendo na primeira e segunda colocações, o terceiro lugar agora tem novo dono: Ricardo Nicolau, com 11,3%, que ultrapassou José Ricardo, com 11,1%.

A disputa pela segunda vaga no 2º Turno com Amazonino está cada vez mais acirrada e indefinida, com esse triplo empate técnico, a 18 dias do 1º Turno. A diferença de David para seus dois principais perseguidores – Nicolau e Zé Ricardo – é de 3,7% e 3,9%, respectivamente.

A Perspectiva pretende realizar mais três rodadas nas próximas semanas, além da pesquisa de boca de urna, no dia 15 de novembro, para captar a preferência do eleitor, considerando-se que, historicamente, a reta final das eleições de Manaus é o momento mais propício para possíveis mudanças nas colocações.

Em um outro bloco, temos a briga pela quinta colocação entre Capitão Alberto Neto (5º), com 5,9%; Alfredo Nascimento (6º), com 5,8%, e Coronel Menezes (7º), que cresceu 0,4% em relação ao estudo anterior e agora está com 4,4 pontos percentuais.

Chico Preto perdeu 1,0%, mas continua na oitava posição, com 1,1%, empatado com Romero Reis. Marcelo Amil é o décimo, com 0,4%, e Gilberto Vasconcelos é o último, com 0,1%. Brancos e nulos desceram de 12,0% para 10,8%, e os indecisos agora são 4,5%.

POTENCIAL DE VOTOS

Na pergunta estimulada, nós captamos o potencial de votos dos candidatos, perguntando não somente a 1ª opção de voto (como é feito tradicionalmente), mas também uma 2ª opção, baseada no questionamento aos entrevistados sobre qual outro nome escolheriam, caso a sua primeira indicação não concorresse.

Da soma das duas opções temos o potencial de votos (p.7), a elasticidade máxima de voto de cada candidato.

Nesta sexta pesquisa, David Almeida foi quem mais recebeu intenções como 2ª opção, com 13,8%, seguido por Amazonino, com 11,5%; Ricardo Nicolau, 10,5%; José Ricardo, 9,2%; Alfredo, 8,3%, e Capitão Alberto Neto, 5,7%.

Somadas 1ª e 2ª opções, Amazonino tem 40,0%; David, 28,8%; Nicolau, 21,8%; Zé Ricardo, 20,3%; Alfredo, 14,1%, e Alberto Neto, 11,6%. Os demais potenciais estão no relatório.

 

PERGUNTA ESPONTÂNEA

Os dois primeiros continuam sendo Amazonino, com 18,3% (-0,9%), e David Almeida, com 9,4% (+0,1%). Ricardo Nicolau agora é o terceiro também na pergunta espontânea, com 7,0% (+2,6%). Em quarto, José Ricardo, com 5,8% (+1,3%), seguido por Alberto Neto em quinto, com 3,9% (+1,6%). O sexto é Alfredo, com 3,4% (+0,9%), e o sétimo é o Coronel Menezes, com 3,2% (+1,2%).

A oitava posição é de Chico Preto, com 0,8%, depois vem Romero Reis, com 0,7%; Marcelo Amil, com 0,2%, e Gilberto Vasconcelos, com 0,1%. Nulos e brancos, na espontânea, subiram de 8,1% para 9,1%, e os indecisos diminuíram de 45,9% para 38,1%.

 

VOTOS VÁLIDOS

A partir desta sexta pesquisa registrada, passaremos a apresentar também uma tabela com os votos válidos, quando são excluídos, da estimulada, os votos nulos/brancos e indecisos, e o percentual obtido pelo candidato é dividido pelo total atingido por todos os 11 concorrentes.

Por exemplo: nesta rodada, o número de nulos/brancos (10,8%) somado ao percentual de indecisos (4,5%) resulta em 15,3%. Ou seja, o total obtido pela soma de todos os 11 concorrentes é de 84,7%.

Amazonino alcançou 28,5% na estimulada. Para saber a quanto isso equivale em votos válidos, basta dividir os 28,5% pelos 84,7%, que teremos os votos válidos de Mendes: 33,6%.

Em votos válidos, David Almeida é o segundo, com 17,7%, seguido por Ricardo Nicolau (3º), com 13,3%, e José Ricardo (4º), com 13,1%. A quinta posição é do Capitão Alberto Neto, com 7,0%, e o sexto é Alfredo Nascimento, com 6,8%. Coronel Menezes vem na sétima posição, com 5,2%.

Empatados em oitavo, Chico Preto e Romero Reis, com 1,3%. Marcelo Amil é o décimo, com 0,5%, e Gilberto Vasconcelos o último, com 0,1%. Na página 9 do relatório você encontra o quadro evolutivo dos candidatos, apenas com os votos válidos.

 

REJEIÇÃO

Alteração no duelo entre os mais rejeitados: Alfredo Nascimento assumiu a ponta, com 25,3% (+2,4%), na frente de Amazonino que agora está em segundo, com 22,7% (-0,7). José Ricardo permanece em terceiro, com 8,6%. David Almeida é o quarto, com 3,9%; Capitão Alberto Neto é o quinto, com 3,6%, e Chico Preto é o sexto, com 2,6%.

Os demais percentuais de rejeição foram os seguintes: Gilberto Vasconcelos, com 2,5%; Ricardo Nicolau, com 2,4%; Coronel Menezes, com 2,2%; Romero Reis, com 1,4%, o mesmo percentual que obteve Marcelo Amil.

Dos participantes da pesquisa, 12,5% disseram rejeitar todos os nomes e 10,9% responderam não rejeitar nenhum dos concorrentes.

 

POTENCIAL DE REJEIÇÃO

Na rejeição, utilizamos método idêntico ao do potencial de votos, questionando aos participantes em quem eles não votariam de jeito nenhum e qual o segundo nome que não escolheriam. A soma das duas respostas resulta no que chamamos de potencial de rejeição (p.11).

Alfredo Nascimento é o que possui o maior potencial de rejeição, com 41,7% (25,3% + 16,4%), seguido por Amazonino Mendes, que tem 30,9% (22,7% + 8,2%).

José Ricardo obteve potencial de rejeição de 15,5%; David Almeida, 10,4%; Chico Preto, 7,8%; Ricardo Nicolau, 7,4%; Alberto Neto, 6,7%; Coronel Menezes, 6,3%; Gilberto Vasconcelos, 5,4%; Romero Reis, 5,0%, e Marcelo Amil, 4,6%.

 

POTENCIAL DE VOTOS x POTENCIAL DE REJEIÇÃO

Na comparação entre os potenciais positivos e negativos (p.12), com 41,7% de potencial de rejeição e 14,1% de potencial de votos, Alfredo Nascimento é o que possui o maior déficit, com menos 27,6%.

Na outra ponta, David Almeida é o que possui o melhor superávit, com 18,4%, seguido por Ricardo Nicolau, com 14,4%; Amazonino, 9,1%; Capitão Alberto Neto, 4,9%; José Ricardo, 4,8%, e Coronel Menezes com 0,9%.

 

CENÁRIOS DE 2º TURNO

Nesta rodada, foram simuladas três possibilidades de 2º Turno (p.14 a 19): Amazonino vs. José Ricardo, Amazonino vs. Ricardo Nicolau e Amazonino vs. David Almeida.

De acordo com os números desses cenários, Amazonino teria maior possibilidade de vencer o candidato José Ricardo. O ex-governador obteria 45,9% das intenções, contra 34,1% do deputado federal pelo PT, uma diferença de 11,8%.

Já num possível enfrentamento com Nicolau ou David, haveria um empate técnico, dentro da margem de erro de 3,1%, nas duas simulações. Contra Ricardo Nicolau, a diferença pró-Amazonino seria de 42,7% contra 37,5%, ou seja, de 5,2%. E se o adversário fosse David Almeida, Mendes venceria por apenas 4,4% de vantagem (43,1% a 38,7%).

As diferenças captadas nos três cenários apontam para uma eleição que, provavelmente, deverá ser decidida até o fim da primeira semana do 2º Turno, por volta de 22 de novembro, como aconteceu nas eleições de 2018.

 

ADMINISTRAÇÃO DE ARTHUR NETO

Após sete anos e 10 meses à frente da Prefeitura de Manaus, e apesar de todo o desgaste inerente ao tempo em que está no cargo, Arthur Virgílio Neto alcançou uma aprovação acima da média das capitais brasileiras (p.20).

Quando perguntados como avaliavam a administração do atual prefeito, 36% dos entrevistados a aprovaram com conceitos BOM e ÓTIMO, contra 28% que consideraram a gestão RUIM ou PÉSSIMA; 33,2% disseram que foi REGULAR e 2,8% não souberam dizer.

Essa é uma vitória para Arthur, que está concluindo o seu mandato com bons índices. Por outro lado, o alcaide não conseguiu transferir a sua força política para o candidato apoiado por ele, Alfredo Nascimento, que, praticamente, manteve os números que tinha antes de receber o apoio declarado de Virgílio e dos tucanos.

INFORMAÇÕES OBRIGATÓRIAS
A pesquisa foi executada com recursos próprios da Perspectiva e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número AM-07736/2020, com 1.000 entrevistas na cidade de Manaus, entre os dias 23 e 25 de outubro. A margem de erro é de 3,1%, para mais ou para menos, com grau de confiabilidade de 95%, o que significa dizer que se fossem feitas 100 entrevistas com a mesma metodologia, 95 estariam dentro da margem de erro prevista.

Clique aqui e veja o relatório completo.

Comentários