30 de outubro de 2020 às 09:01.

Quais partidos vão eleger vereadores em Manaus?

compartilhar

O Amazonas é representado, no Congresso Nacional, por três senadores e oito deputados federais, enquanto a Assembleia Legislativa do Estado é formada por 24 deputados estaduais, o que totaliza 35 parlamentares.

A capital, Manaus, possui uma Câmara Municipal com 41 integrantes, chamados de vereadores. Aproximadamente 95% dos manauaras não conseguem citar o nome de mais de cinco integrantes da atual legislatura, que está se encerrando este ano.

Em julho de 2021, mais da metade dos eleitores já não saberão dizer em quem votaram para compor o legislativo municipal.

Nossa democracia tem um preço no qual, no mínimo, 99,5% dos representados não têm a menor ideia da grandeza desse valor. Por isso, a título de informação: cada vereador vai custar, no ano que vem, a modesta quantia de R$ 4 milhões.

Na tradição cultural e comportamental, depois de eleitos, lutam para serem “amigos” do prefeito da vez. Passam a votar facilmente em tudo que o “chefe” mandar. O legal é ser denominado de “membro da base aliada” e se esquecer do que, veementemente, discursava para os incautos eleitores.

Raridade é encontrar os fiscais, os críticos ou ditos oposicionistas ao mandatário do poder Executivo. Denunciar e apontar os erros são tarefas que poucos possuem a coragem de assumir.

No dia 15 de novembro, você terá mais de 1.400 opções de nomes, distribuídos em 30 partidos.

Cinco siglas partidárias não elegerão ninguém: PSD, Novo, Rede, PSTU e PSOL. Quatro outras possuem enorme chances de insucesso: PP, MDB, PDT e PMB.

Duas elegem, com certeza, quatro, com possibilidades de fazerem até cinco: PSC e Avante. Outras quatro elegem ao menos dois, com tendência para três vereadores: Republicanos, PMN, PSDB e Patriota. Ou seja, em seis partidos, metade dos membros da Câmara Municipal de Manaus.

Mais três partidos garantem duas vagas no mínimo – PTB, Podemos e PSB –, o que não significa que um ou dois desses partidos não possam obter mais uma vaga.

Doze partidos devem garantir uma vaga, ao menos: PL, DC, Pros, PSL, DEM, PV, CIDADANIA, PRTB, PTC, PT, PCdoB e Solidariedade. Nesse bloco, dois ou três partidos podem obter mais uma vaga.

E para seu espanto (ou não), existem 70% de cidadãos que ainda não sabem em quem vão votar para vereador. Por isso, devido ao abissal número de indecisos, atualizarei esses dados quando estiver mais próximo do dia das eleições.

Os prováveis nomes dos futuros “edis” ficarão para outra oportunidade.

Comentários