2 de julho de 2018 às 15:44.

Eduardo Braga e a chapa sem cabeça

compartilhar

No próximo dia 7 de julho, sábado, o MDB-AM vai ser reunir para confirmar o lançamento da candidatura do senador Eduardo Braga à reeleição, o qual deverá ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto, prazo legal para a realização das convenções partidárias.

É possível que o senador Eduardo Braga, após duas derrotas consecutivas na eleição para governador, em 2014 e 2017, talvez opte por concorrer à reeleição ao Senado. Vale lembrar que, quando se elegeu em 2010, Braga obteve quase que 80% dos votos na disputa para senador, uma vitória esmagadora.

O emedebista estava mantendo diálogos bastante construtivos com Amazonino Mendes, porém, o governador estabeleceu uma lógica a fim de evitar a presença de Eduardo ao seu lado, motivado por “pesquisas” contratadas pelo seu marqueteiro que afirmam que Eduardo Braga poderia prejudicar a reeleição de Amazonino caso fosse compor a sua chapa.

Agora, cá pra nós… Eduardo Braga não precisa de Amazonino. Ao contrário: se Braga decidir não o apoiar, quem perde é o atual governador.

Eduardo poderá ser reeleger sem, necessariamente, ter um palanque para governador, o que, a priori, funciona muito mais do que estar do lado de A, B ou C. Porque, para conquistar uma das duas vagas ao Senado Federal, é mais importante o segundo voto, recebendo votos dos candidatos a deputados federais e estaduais de todos os grupos.

Braga, hoje, lidera o primeiro voto tanto nas pesquisas divulgadas quanto nas internas e disputa bem o segundo voto do eleitor. Livre para fazer uma campanha isolada, ele poderá ter algumas perdas iniciais de recursos e outras coisas, mas ganha a liberdade de negociar com todos os parlamentares e players que estiverem envolvidos na eleição, podendo captar o segundo voto que lhe garantiria um diferencial para a sua vitória.

Do jeito que as coisas estão caminhando e a forma como estão se estabelecendo as composições político-partidárias, a decisão de não estar vinculado ao palanque de Amazonino, Omar ou David Almeida poderá se consolidar como o melhor projeto para garantir mais oitos anos a Eduardo Braga em Brasília.

Mas mesmo assim… Eduardo ainda espera que Amazonino o ajude com o poder da máquina.

Comentários

error: Conteúdo de propriedade de Durango Duarte, protegido contra cópia.